A bananeira que gostaria de oferecer maçãs





Era uma vez uma bananeira que dava bonitas e deliciosas bananas.

Mas ela acreditava que suas bananas não eram boas o suficiente, e não agradariam as pessoas.

Isso começou quando uma pessoa aproximou-se de sua árvore e pediu uma maçã.

Constrangida em não dar maçã, preocupou-se em providenciar a maçã, realizando vários cursos para que começasse a dar maçãs.

No entanto, seus esforços foram inúteis, pois continuava a dar bananas.

Até que um dia , um vendedor parou a caminhonete perto de sua bananeira e ficou encantado com suas bananas. Logo fez o pedido de vários cachos e ficou interessado em refazer o pedido várias vezes.


A bananeira então percebeu que não era preciso mudar sua essência para agradar os outros, e sim oferecer o que tem de mais bonito e natural.


Às vezes ficamos incomodados quando um cliente aparece e não fecha contrato conosco.

Talvez estejamos oferecendo bananas e o cliente gostaria de comprar maçãs.


Isso não quer dizer que nosso trabalho seja inferior ou superior. Apenas somos diferentes e temos o direito de escolha. Não é possível agradar a todos. Uns querem bananas. Outros querem maçãs.

Quando começamos a entender essas diferenças, nosso trabalho tende a fluir melhor e com mais resultados.


Um grande abraço,


Maria de Fátima

consultora pedagógica

www.idiomascomarte.com

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo