top of page

Guilherme tem o inglês fluente


Gostaria de começar este post com uma pequena história que aconteceu com meu aluno de inglês.

Vou chamar esse aluno pelo nome fictício de Guilherme.

Guilherme tem 16 anos e temos trabalhado muito , em aulas individuais via Skype, com sua fluência através de conversas durante a aula e a acuidade através de mensagens escritas pelo whatsapp.

Esse aluno tem uma facilidade extraordinária e hoje pode ser considerado fluente.

Acredito ser fluente aquele que consegue se expressar livremente, usando seus próprios recursos linguísticos.

Guilherme consegue fazer isso muito bem.

Neste ano mudou de escola e me contou que ao assistir a uma aula de inglês, foi desafiado por seus colegas para conversar em inglês com o professor.

Guilherme topou a parada e teve uma conversa com o professor bem fluente e agradável.

Todos ficaram admirados e até bateram palmas pela desenvoltura de Guilherme.

Ao perguntarem-lhe como tinha aprendido inglês, Guilherme simplesmente disse “Eu pratico”.

BINGO!! É isso mesmo que esperamos de nossos alunos!! O aprendizado através da prática!

Aulas são importantes?

Sim, claro. Nossos alunos precisam de uma diretriz, um balizamento.

Mas é com a prática constante que o aluno irá desenvolver suas habilidades.

O desafio maior do professor é encontrar formas que inspirem o aluno a estudar e não somente sobrecarregá-lo com conteúdos.

O professor pode observar, experimentar, observar e inspirar seus alunos.

Quando são motivados a praticar, o aprendizado será bem mais consistente e significativo.


Um grande abraço e boa aula!!


Maria de Fátima

profa de inglês/consultora pedagógica

 

4 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page