Quando a psicopedagogia é necessária no ensino de idiomas?




Caro(a) professor(a) de idiomas,


Seu aluno anda desanimado com seus estudos, está distraído e tem tido baixo rendimento no curso?

Será preguiça? Será que ele tem QI abaixo da média?

Na maior parte das vezes não. Seu aluno está simplesmente precisando de um atendimento psicopedagógico.

O que seria isso?

É um atendimento diferenciado que busca as causas deste desânimo, dos motivos emocionais e que consequentemente oferece estratégias e dinâmicas para que o aluno comece a gostar de estudar.

O ato de aprender é muito prazeroso, mas o ato de estudar pode ser entediante e cansativo.

Com arte-terapia e ludoterapia o psicopedagogo escolhe recursos que fazem o aluno apreciar seus estudos, e consequentemente aprender.

“O que” estudar é muito importante, mas “o como” estudar é mais importante ainda!!!

Através de atividades lúdicas, o aluno passa a ter mais confiança nele mesmo, e com isso começa a criar mecanismos que facilitam seu aprendizado.

O psicopedagogo cria, então, uma ponte ligando o aluno ao aprendizado, com prazer.

Professores de idiomas como você sentem-se muitas vezes perdidos ao lidar com alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem.

Por isso, a psicopedagoga com grande experiência Maria Tereza Pereira de Almeida oferece a você, professor de idiomas, assistência psicopedagógica através de sessões individuais via Skype.

Nelas Maria Tereza poderá orientar você a tomar as devidas estratégias para lidar com este tipo de aluno.

Agende uma entrevista com Maria Tereza, sem compromisso.

Whatsapp (11) 97358 4767

www.apoiopsicopedagogicoparapaisemestres.blogspot.com.br

www.insightpsicopedagogia.com.br


Um grande abraço,


Maria de Fátima


37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo